Lagartas (Lepidoptera)

As lagartas (Lepidópteras) possuem cores variadas, com mandíbulas e cabeça geralmente destacadas, apresentam três pares de patas verdadeiras na região frontal do corpo e um variado número de patas falsas na região terminal. Na linguagem vulgar, chama-se de lagarta o primeiro estágio larval dos insetos da ordem lepidóptera. Têm o aspecto de vermes, por vezes segmentados. O estado seguinte chama-se pupa e geralmente forma-se dentro dum casulo.

Lepidóptera (fase larval)

Sua alimentação consiste, primeiramente, no cório (a casca do ovo) e depois, de acordo com a necessidade de cada espécie, de diferentes partes dos vegetais como: caules, galhos, folhas, flores, gavinhas (órgão de fixação das plantas trepadeiras). Existem lagartas que se alimentam apenas de uma determinada espécie de vegetal.

muitas lagartas se alimentando

As lagartas utilizam diversos tipos de mecanismos de defesa, tais como:

Cores apocemáticas (chamativas, como aviso de perigo); Cores miméticas (confundem-se com outras espécies); Cores homocrômicas (animais que podem adquirir a cor do meio em que vivem) e em algumas espécies podem existir ainda cerdas urticantes e um osmatério que é geralmente formado por um par de processos carnosos e retráteis, localizados na frente do corpo, que eliminam odores tóxicos.

coloridas

cerdas urticantes

verde

Taturana de fogo

Geralmente, as lagartas alimentam-se vorazmente e podem atingir tamanhos de mais de 10 cm, embora o inseto adulto raramente chegue a essas dimensões. Outras se desenvolvem dentro de frutos em maturação – a mãe coloca os ovos dentro do ovário da flor e a larva alimenta-se do pericarpo ou mesmo da semente. Noutros casos, os ovos podem ser colocados por baixo da pele dum animal vivo e as lagartas parasitam-no. Existem ainda lagartas tão pequenas que conseguem escavar túneis dentro de folhas de todos os tipos sem romper sua superfície. As lagartas escavadoras são achatadas e praticamente sem pernas, cabendo perfeitamente na espessura de uma folha, alimentam-se das células novas internas das folhas, e são os túneis que elas criam enquanto se alimentam que aparecem como risquinhos brancos na superfície da folha.

muitas lagartas

À medida que cresce a lagarta muda de pele algumas vezes. O período entre duas mudas é chamado de ínstar. A lagarta deixa de se alimentar no último instar e esvazia o seu estômago, fixa-se e sofre ecdise (muda) novamente, da qual surge a pupa ou crisálida, que futuramente se tronara a fase adulta do individuo, também chamada de imago, no caso destas lagartas, borboletas e mariposas.

Fonte: http://www.ninha.bio.br/biologia/lagartas.html

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lagarta

Categorias: Artrópodes, Curiosidades | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com. O tema Adventure Journal.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: